terça-feira, 31 de maio de 2011

Pense nisso

Ando muitos dias sem inspiração para escrever neste blog. Mas percebo agora, que a minha falta de inspiração é que se tornou algo que eu pudesse mencionar aqui mesmo. Por quê? Ninguém sabe. Quando bate o bloqueio, nada adianta, nada resolve. Acho que minha vida, nesses últimos tempos, se transformou em algo tão metódico e rotineiro, que o TÉDIO tomou conta. DETESTO o tédio! Ele é o inimigo da criatividade, da inspiração, da liberdade. Ainda se a rotina conter algo de que goste, tudo bem, é metódico, mas pelo menos é prazerozo. Porém, quando algo insuportavelmente chato aos seus olhos toma lugar, em sua vida, de algo de suma importância para sua existência, ai ... aí é para se preocupar. Quais são suas prioridades? Elas realmente valem para você?


Tenho pensado muito ultimamente nessa questão. Será que estou priorizando o que realmente é importante? Não sei. Gostaria de fazer tantas coisas, que às vezes acho que não poderia realizar nenhuma delas. Sabe quando tua fome de conhecimento e experiências é tão grande que não sabe como saciá-la, por onde começar? Então, estou assim.


Bem, por um lado acho que isso é bom, mas minha cabeça é confusa demais. Se você é tranquilo, e sabe organizar seus pensamentos e divagações de maneira linear e clara, MEUS PARABÉNS!  Mas se você é como eu, confuso que nem ao menos consegue se entender às vezes, sabe do que estou falando.
Sei, que sendo bastante raro, ainda há pessoas que buscam conhecimento, é verdade. Precisamos nos unir contra a mediocridade. Não que eu seja nenhum gênio, só gostaria de me aprimorar em muitas coisas, e  aprender sobre muitos assuntos, os quais considero relevantes. É que isso se tornou tão raro hoje em dia, que me sinto uma total estranha. Mas enfim ... fazer o quê?


Também há artistas que ainda preservam sua identidade, em meio a tantos rostos e vozes iguais. Um exemplo (sempre cito aqui no blog) é o Tico Santa Cruz, vocalista do Detonautas Roque Clube, cujo blog eu adoro, e recomendo a todos: http://bloglog.globo.com/ticosantacruz/


Dêem uma ollhada na letra de uma de suas músicas "Ensaio sobre a cegueira", inspirada em Saramago. Ouçam, muito boa! : http://www.youtube.com/watch?v=Zv04_cBuFy8


Só deixo, por fim, uma questão pendente: Você está sendo você mesmo, e priorizando o que é realmente importante? Pense nisso.

Até.

terça-feira, 24 de maio de 2011

Refúgio em meu deserto mental

Retorno de um longo deserto mental. Peço ao leitor minhas sinceras desculpas pela ausência desmedida. É que realmente não tive tempo algum. Os segundos, os minutos, as horas e os dias escorrem pelas minhas mãos. Porém, prometo me esforçar ao máximo para manter a atualização deste blog. Enjoy!




A televisão é uma máquina emburrecedora. Há tempos que a não prestigio da mesma maneira que o fazia. Isso porque o meu cérebro já estava tomado pelas suas babaquices.




Após a minha brilhante descoberta a respeito da verdadeira função dessa "janelinha mágica", meus olhos já não a contemplam com a mesma reverência. A causa de tal efeito, é a abertura da mente. Não digo que minha abstinência é total (estaria sendo ridiculamente hipócrita se o fizesse), mas partiu de mim, há pouco tempo (mais ou menos 1 ano), a ideia de ligá-la apenas nas horas úteis, relevantes, de entretenimento, é claro, mas entretenimento de qualidade.






Descarto de minha lista televisiva toda e qualquer novela e telejornal. Contudo, destaco dentre meus programas favoritos: "Comédia MTV", "Adnet ao vivo", "CQC", "A liga", "Todo mundo odeia o Chris", "Quinta Categoria" e "De frente com Gabi". Recomendo-os ao meu caro leitor.




Gostava muito também dos programas: "Lobotomia" e "MTV Debate", que foram cancelados após a saída do Lobão da emissora (infelizmente, pois é uma das poucas pessoas que tem a coragem de falar a verdade sem rodeios).




Enfim, deixo impregnada à este texto, minha crítica à televisão brasileira (em geral), expressando toda minha insatisfação com o papel medíocre que a mesma cumpre (com raríssimas exceções, é claro): a de MANIPULAR.

Retorno das cinzas

O pior é que sempre digo isso. E sempre, após prometer ao leitor, de na próxima vez me esforçar mais para uma postagem mais frequente, passo semanas sem escrever. Desculpem! De verdade, não prometo mais tais coisas, porque sei que talvez não poderei cumprí-las. Então, o que me cabe é postar um novo artigo quando houver tempo e inspiração. A única coisa que prometo (e sei que cumprirei!), é que não cessarei a atualização do blog, mesmo que esta demore longas semanas. É o que é.


Quero falar hoje a respeito de uma banda recém descoberta por mim, e que achei que seria um assunto relevante para o divagações. Trata-se da banda de indie rock, The Troniks, muito inspirada e de claras influências de Strokes, Arctic Monkeys, etc. Para a grande SURPRESA do leitor (e me refiro de maneira irônica) os membros da banda são os mesmos membros de outra, à qual já me referi inúmeras vezes ao longo das postagens deste humilde blog, o Beetles One. É isso mesmo, pra quem não teve a oportunidade de ler nenhuma das postagens referentes à banda sãocarlense cover dos Beatles, seus integrantes são: Cléber, Renato, Carlos e Wesley, e para mim, até pouco tempo atrás, os caras não tinham nenhuma outra banda. Porém, tive uma surpresa ao me deparar com um som muito interessante, durante uma das minhas fuçadas pelo myspace.